CONVERSANDO COM JOSÉ EUGÉNIO MOUTINHO TAVARES SALGADO

1

– Entrevista de JOAQUIM FERNANDES
No dia 24 de Julho de 2014, estando presente a minha grande amiga Drª Eduarda Galhoz, tivemos o grande prazer de receber no Lar Padre Déhon, onde me encontro internado, o Sr. Dr. Eugénio Salgado como é conhecido e que conhecemos quando Presidente do Concelho de Administração da Fundação Marquês de Pombal.
No decorrer da conversa que trocámos em estilo de entrevista, soubemos que a sua vida activa, depois de se licenciar em Ciências Sociais e Políticas, começou no ano de 1960 na Administração de Timor.
Nascido a 18 de Fevereiro de 1936, na cidade Distrital de Vila Real adquiriu a garra e a força do povo transmontano e isso revelou-o ao longo da sua vida profissional.
Começando pela Fundação Marquês de Pombal com sede no Palácio dos Aciprestes, sito na Avenida Tomás Ribeiro em Linda-a-Velha, constituído por escritura pública celebrada no Salão Nobre da Câmara Municipal de Oeiras, no dia 23 de Março de 1992, foi a sua presidência entregue ao General João António Pinheiro.
No ano de 1999 foi a presidência do Concelho de Administração assumida pelo Dr. Eugénio Salgado, cargo que ocupou durante doze anos, tendo saído no ano de 2011.
Sabendo-se rodear de uma excelente equipa de que não podemos ignorar o trabalho desenvolvido pela funcionária Fátima Granadeiro, dedicou-se a esta obra de alma e coração, tendo sido desenvolvidas durante o seu mandato as mais diversas actividades sempre com o intuito de a engrandecer, dignificar e promover, fazendo-a conhecida do grande povo do Concelho de Oeiras e não só, dando-lhe vida e acção, o que fez com bastante trabalho, dinamismo e interesse. Assim, começou por mandar reestruturar e adaptar a uma realidade funcional algumas das salas do Palácio, sendo ajardinados os espaços exteriores, alguns em bastante mau estado de conservação, criado o Parque Infantil Dr. António João Eusébio, foi facilitado o acesso ao Palácio a partir do Largo do Mercado, deu nova vida ao Parque das Amendoeiras onde passou a funcionar a Feira Medieval promovida pela Liga dos Amigos de Linda-a-Velha, embora em nossa opinião devesse ter mais utilização e no que se refere à residência dos antigos caseiros dos Viscondes de Rio-Seco, proprietários do Palácio a partir da sua aquisição à viúva de Dom Alexandre de Gusmão que o mandou construir no ano de 1750 e que se supõe não ter chegado a habitar pelo facto de ter morrido no ano de 1753, foi esta casa depois de ter terminado a sua actividade comercial, fim a que se destinou, designada como Casa Alexandre de Gusmão, a qual vem sendo utilizada em reuniões da Junta de Freguesia, da Universidade Sénior Nova Atena, exposições, sessões de esclarecimento entre outros.
Foram feitas casas de banho que não existiam e adaptado um velho imóvel a Casa de Chá que não chegou a funcionar, tendo sido acautelados o poço e o tanque de modo a evitar problemas com as crianças frequentadoras do Parque Infantil ou, inclusivamente, os idosos que utilizam os espaços ajardinados do Palácio, pois sendo das partes seculares daquele espaço não estavam adaptados a estas realidades.
Quanto à utilização do Palácio propriamente dito, cujos serviços administrativos e a própria Administração funcionam no andar superior, nas salas do rés-do-chão foram organizadas, sob o patrocínio do Dr. Eugénio Salgado variadíssimas exposições de pintura e outras artes, espectáculos de música, canto e poesia, conferências sob os mais diversos temas, lançamento de livros, sendo alguns promovidos ou por ele só patrocinados, entre outras realizações a nível cultural e recreativo, pondo em prática toda a sua capacidade e potencial ao serviço da Fundação.
Perguntei-lhe pelo destino dado aos bancos revestidos a azulejos historiados do séc. XVIII que só não foram destruídos à força de camartelo pelo despacho impeditivo do Dr. Eugénio Salgado, embora ainda se perdesse um, esclareceu que os mesmos se encontram encaixotados e devidamente acondicionados na cave do Palácio para serem reconstruídos quando possível, o que já foi tentado mas não concretizado e, de momento, a crise em que estamos envolvidos, inclusivamente as próprias autarquias e instituições, também não o permite. O mesmo acontece em relação à lindíssima Capela em honra de Nossa Senhora do Rosário, cujo altar em madeira policromada a imitar mármore se encontra bastante danificado, o que é uma pena. Em relação às imagens não só da Capela como às variadíssimas que existiam na quinta em nichos, esclareceu o Dr. Eugénio Salgado que estas foram levadas pelos antigos proprietários, não tendo sequer chegado a vê-las. Embora não fazendo parte da nossa conversa permitimo-nos sugerir que, pelo menos, seja colocada na Capela a imagem da sua patrona Nossa Senhora do Rosário.
O Sr. Dr. Eugénio Salgado foi o homem certo no lugar certo pelo que fez falta na Fundação Marquês de Pombal.
Mas deixando a brilhante actividade desenvolvida nesta Fundação que em boa hora foi instituída nesta Vila de Linda-a-Velha dando vida e acção àquele Palácio que, embora não sendo o primitivo é o ex-libris desta terra e da sua gente o Sr. Dr. Eugénio Salgado no que se refere à sua vida profissional esta foi bastante preenchida tendo ocupado os mais diversos cargos públicos, designadamente, nos anos de 1975 a 1995 na Administração Central como Assessor Principal do Ministro da Reforma Administrativa e no Ministério das Finanças, Secretário Geral nos Ministérios da Administração Interna e Secretário de Estado Adjunto do Primeiro Ministro e dos Ministros das Obras Públicas e da Educação.
No período decorrente de 1993 a 2001 exerceu funções de Vereador e de Vice-Presidente da Câmara Municipal de Oeiras e no ano de 2005 a 2009 foi Presidente do Concelho Municipal de Oeiras, entre outros cargos públicos que exerceu durante a sua vida activa.
A nossa conversa durou cerca de uma hora e trinta minutos pelo que muito ficou por saber da vida deste valoroso elemento do nosso Concelho de Oeiras, a residir na Vila de Linda-a-Velha, tendo sido homenageado pela respectiva Junta de Freguesia de Linda-a-Velha no dia 17 de Junho de 2011, pelos altos e meritórios serviços que prestou.
Bem-haja Sr. Dr. Eugénio Salgado.
De momento, afastado de todos os cargos sociais e políticos que dignamente exerceu, vive da sua merecida reforma e no sentido de manter a boa forma física que apresenta, vai fazendo longas caminhadas.

Deixe um comentário

Filed under Sem categoria

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s